Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Antes de Entrar Aristóteles

Tudo se há-de passar como se estivéssemos no Liceu

Tudo se há-de passar como se estivéssemos no Liceu

Antes de Entrar Aristóteles

09
Jun17

Nota linguística a uma nota histórico-cultural

Ricardo Nobre

A exibição de conhecimento é a estratégia comum para a configuração da auctoritas, ou seja, o valor da palavra (e daquilo a que ela dá forma, como uma ideia, um pensamento, um raciocínio ou ponto de vista) de um autor. Quando Henrique Monteiro, redactor principal do Expresso, faz (aqui), entre parênteses rectos, uma «nota histórico-cultural» está a edificar a sua auctoritas:

Sabem quem foi Pirro? Theresa May já deve saber

Quando coloca um acento agudo em Epiro está a demonstrar que conhece Pirro (e a batalha de Ásculo, no ano de 279 a. C.) por meio de fontes secundárias. Mantendo o contexto britânico, dir-se-ia que o classicista oxoniense Boris Johnson poderia esclarecer o esclarecimento de Henrique Monteiro.

Como o Expresso Curto costuma ter uma sugestão de leitura, termino com o conselho de leitura da Vida de Pirro, de Plutarco (aqui em inglês).

[Nota linguística: a acentuação de nomes próprios obedece às regras da acentuação latina, mesmo quando eles têm origem grega. Assim, em Epīrus (do grego Ἤπειρος), porque a segunda sílaba tem uma vogal longa, a acentuação é paroxítona. São longas as vogais latinas cuja origem são ditongos em grego; neste caso, ī provém de ει.]

título e imagem de cabeçalho

O título deste blogue é uma expressão de Aquilino Ribeiro que ocorre na última frase do segundo volume de Luís de Camões: Fabuloso. Verdadeiro (Amadora: Bertrand, 1974; 1.ª ed. 1958), que se lê: «Tudo se há-de passar como se estivéssemos no Liceu antes de entrar Aristóteles.»
No cabeçalho, pormenor da «Escola de Atenas» (Scuola di Atene), de Rafael Sanzio, terminada em 1511. A imagem foi retirada dos Wikipedia Commons e encontra-se sob domínio público.

memória

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

classificados

Procuro Vocabulário da Língua Portuguesa, de Francisco Rebelo Gonçalves (Coimbra Editora, 1966). Caso esteja interessado/a em vender-mo (a qualquer preço) ou se sabe onde o posso encontrar, agradeço o contacto.